MODA OU ELEGÂNCIA?

27 de outubro de 2013

SER ELEGANTE É ESTÁ NA MODA
O que você acha de uma pessoa elegante? Você sabe distinguir elegância de moda? Tem muita gente que confunde por isso meu tema de hoje é sobre elegância. Vamos lá: Costumo dizer que elegância não passa despercebida nunca, por mais sutil que seja se nota de imediato. Mas afinal o que é elegância? É simplesmente a forma mais marcante que compõe o nosso visual, adequando o nosso corpo, nossa personalidade e ao nosso estilo de vida. Ser elegante é simples, basta observar a sua vida e de como se colocar no mundo.
Em tempo que o marketing pessoal determina muita coisa, a nossa imagem marca a visão que as pessoas têm sobre nós. Cabe a nós escolhermos o que melhor encaixa com o nosso gosto pessoal, tipo físico, tom de pele, faixa etária e conta bancária claro! Não basta ter bom gosto, o bom é saber se vestir e ter dinheiro para comprar no mínimo as roupas mais simples.
A moda agora é bem democrática, despojada, caracterizada na expressão de estilo próprio, com liberdade e sem preocupação de ser referência de uma classe social. Não existe mais a ditadura do passado. Os estilistas lançam cores, idéias, propostas, tendências a cada estação. A roupa é adequada quando ela faz parte do contexto do ambiente e ocasião. Seja você mesma, sem obsessão de moda ou elegância.
Muitas pessoas acreditam que a elegância está intimamente ligada a roupa que veste, mas não é bem assim. É claro que não podemos deixar de considerar a importância que tem um traje, mas o que realmente diz alguma coisa de você, sem dúvida é a maneira como se comporta como se apresenta. Se a roupa que usamos fosse sinônima de elegância então não haveria pessoas ricas que fossem deselegantes, tem muita gente com possibilidades para comprar a marca que desejarem e nem por isso são consideradas como pessoas elegantes. Ao mesmo tempo em que tem pessoas de classe média que são extremamente elegantes muito embora dificilmente possam vestir alguma peça que possa se comparar. Comportamento não significa riqueza.


Um bom exemplo da versatilidade da moda atual é Michele Obama, primeira-dama dos Estados Unidos, já foi vista por diversa ocasião vestida com roupa de lojas de departamento, e ela tem desprendimento e elegância quando veste os mais diferentes modelos. Muitos estilistas comentam e não poupa elogios a primeira-dama. O poder da moda está em saber se vestir e o que vestir em cada ocasião, como o faz Michelle Obama com muita propriedade.