CINE SESC EXIBE A MOSTRA “A AMÉRICA POR JOHN FORD”

31 de março de 2014

Exibição acontece às segundas-feiras, de abril a junho, às 12h30

                                     Com entrada gratuita, o Sesc Alagoas, através  do Centro de Difusão Audiovisual, oferece uma programação de bons filmes aos comerciários extensivo também para a população em geral, produções audiovisuais com início em abril até junho.

São 8 (oito) filmes dos 133, do diretor John Ford, no Teatro Jofre Soares, sempre às 12h30.  A mostra do Sesc “A América por John Ford” irá mostrar a versatilidade do diretor mais premiado da história do Oscar, que apesar de ser referência quando se fala no gênero faroeste, já dirigiu filmes com as mais diversas temáticas. Excelente oportunidade para aliviar a tensão do dia a dia na hora do almoço e ainda ampliar o nível cultural.

 Programação

 07/04 – A América por John Ford

Filme: Médico e Amante

Diretor: John Ford

Classificação: 12 anos

Duração: 98 minutos

Um médico é enviado para investigar um surto de peste, tendo que decidir as prioridades para o uso de uma vacina. Tendo perdido sua esposa recentemente, ele começa a se interessar por uma rica dama.

 14/04 – A América por John Ford

Filme: Juiz Priest

Diretor: John Ford

Classificação: Livre

Duração: 96 minutos

 Billy Priest, juiz de uma cidade do Kentucky em 1890, ajuda seu sobrinho a se casar comm a garota certa e derruba a ação judicial ilegal contra um reservado ferreiro.

28/04 – A América por John Ford

Filme: O Prisioneiro da Ilha dos Tubarões

Diretor: John Ford

Classificação: Livre

Duração: 96 minutos

O filme apresenta a história real de Samuel Mudd, médico que acabou sendo preso e condenado à prisão perpétua, por ter tratado John Wilkes Booth, assassino do presidente dos EUA, Abraham Lincoln.

05/05 – A América por John Ford

Filme: A Mocidade de Lincoln

Diretor: John Ford

Classificação: Livre

Duração: 100 minutos

A história do filme narra o apreço de Abraham Lincoln pelo Direto e seu desdobramento na carreira política.

 12/05 – A América por John Ford

Filme: No Tempo das Diligências

Diretor: John Ford

Classificação: Livre

Duração: 97 minutos

 Combates com índios e duelos são presenciados e vividos por nove pessoas, que por motivos pessoais, embarcam em uma perigosa diligência através do Arizona.

 19/05 – A América por John Ford

Filme: O Homem que matou o fascínora

Diretor: John Ford

Classificação: Livre

Duração: 119 minutos

O advogado Ransom Stoddard chega a uma pequena cidade do velho oeste dominada por um pistoleiro violento chamado Liberty Valance.

 26/05 – A América por John Ford

Filme: As Vinhas da Ira

Diretor: John Ford

Classificação: 12 anos

Duração: 129 minutos

 Uma grande família de arrendatários é expulsa de suas terras no norte e parte para procurar emprego no sul.

 02/06 – A América por John Ford

Filme: Rastros de Ódio

Diretor: John Ford

Classificação: Livre

Duração: 119 minutos

 Ethan Edwards, um ex-soldado Confederado, volta para casa da Guerra Civil e descobre que sua família foi massacrada e sua sobrinha capturada por índios Comanche.

 

 

CASA COR CHEGA EM ALAGOAS EM GRANDE ESTILO

26 de março de 2014

A mais completa mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas acontece a partir do dia 28 de março, em Maceió

Executivos da CASA COR ALAGOAS e sócios da patrocinadora e construtora Record Incorporações celebram o sucesso do evento (foto Gian Gadotti) Executivos da CASA COR ALAGOAS, Ellen Alcantara, Glaucia Medeiros e Rebeca Ximenes (foto por Gian Gadotti)

Um olhar muda tudo. E quando o olhar vem de um grande artista, a concepção das coisas se altera, tornam-se únicas, memoráveis e com muitas possibilidades de interpretação. A partir do dia 28 de março, os profissionais de Alagoas serão estes grandes artistas na primeira edição da CASA COR ALAGOAS, que acontece numa área de 16 mil metros quadrados, nas antigas instalações do Colégio Batista, no alto do Farol.

A mais completa mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, CASA COR, desembarca em sua vigésima cidade brasileira, num momento de grande crescimento e maturidade do setor no Estado de Alagoas. A aceitação e adesão recorde dos profissionais ao evento antecipa o sucesso que será a mostra. Até o dia 11 de maio, 79 profissionais colocarão toda criatividade e talento em 48 ambientes, distribuídos pelos quase 5 mil metros quadrados da mostra, trazendo ao público beleza, sofisticação e inovação. Alguns destes profissionais veteranos em edições de outros Estados, mostram agora todo o seu potencial na edição alagoana da CASA COR.

Além de decoração e arquitetura, a CASA COR ALAGOAS 2014 reúne em um mesmo lugar entretenimento, moda, comportamento, gastronomia, valorizando a cultura e as riquezas de nosso Estado. Alguns espaços serão ocupados por restaurante, cafeteria, champanheria e sorveteria, tornando o ambiente ideal para um ponto de encontro e lazer, para toda a família. Um público de mais de 20 mil pessoas é esperado durante os 45 dias de evento, que irá conferir tendência, charme, sofisticação e tecnologia.

Uma casa reúne pessoas, seus estilos e gostos, seus desejos e sonhos.

A criação da mostra surgiu quando a brasileira Yolanda Figueiredo e a argentina Angélica Rueda, durante uma viagem a Buenos Aires, se encontraram com seus amigos Javier Campos Malbrán e Ernesto Del Castilho, que fizeram a proposta de organizar um evento de decoração no Brasil. CASA COR teve início no Brasil em 1987, com a realização da primeira edição em uma residência, no bairro do Jardim Europa, em São Paulo. Na ocasião, 22 ambientes foram decorados por 25 profissionais e visitados por 7 mil pessoas. A partir daí, CASA COR não parou mais de crescer e se tornou referência nacional e internacional de bom gosto, influenciando formadores de opinião e agregando valor às marcas as quais se associa.

Uma empresa do Grupo ABRIL CASA COR é hoje reconhecida como a mais completa mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas. Em 2012, mais de 600 mil pessoas visitaram CASA COR no Brasil e na América Latina. Os eventos CASA COR contam sempre com o apoio das prefeituras e governos locais e já se tornaram oficiais nos calendários das cidades onde estão presentes movimentando o mercado e proporcionando oportunidades para empresas e profissionais. No total são 25 eventos realizados pela CASA COR, cumprindo um calendário de janeiro à dezembro.

Em todas as suas edições, renomados arquitetos, decoradores e paisagistas reinventam espaços modificando-os livremente, com o compromisso de criar um ambiente inovador, atraente, sustentável e de muito bom gosto. O resultado é um evento que possibilita aos visitantes a experiência única de desfrutar a exposição de novidades em decoração, design, peças, materiais, tecnologia e equipamentos de altíssimo nível, para que vivenciem um momento de sonho e bem estar. As inúmeras opções de compras e lazer integradas, tais como lojas, restaurantes, cafés, galerias, serviços e entretenimento para toda a família, permitiram à CASA COR atrair um público visitante em volumes recordes.

Atualmente, CASA COR possui 26 franquias, sendo 20 nacionais (Amazonas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Interior de SP, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e agora, Alagoas) e seis internacionais: Bolívia, Chile, Panamá, Peru, Equador e Punta del Este.

 

ARQUITETA BIA VASCO ASSINA AMBIENTE DO SUR PARA CASA COR ALAGOAS

COM PROJETO OUSADO E INOVADOR, A ARQUITETA BIA VASCO ASSINA O RESTAURANTE SUR

Em 120m² de área construída, a arquiteta Bia Vasco assina o projeto do Restaurante Sur para a Casa Cor Alagoas. Com capacidade de 32 lugares sentados na área interna e mais lounges externos que acomodam aproximadamente 12 pessoas. O Restaurante Sur/Casa Cor tem como grande objetivo proporcionar um espaço aconchegante, imponente e visualmente estratégico.

Sur - Casa Cor - (9) 1551 (1)

A bela vista, o toque do vento e o aconchego da vegetação virgem serviram de inspiração para a arquitetura do espaço. Que com linhas retas e aberturas estratégicas com vidro, pôde-se criar uma comunicação visual com o meio externo, possibilitando um infinito deslumbre da paisagem. A arquiteta procurou refletir o verde também no interior do espaço a partir de um jardim vertical, que junto com elementos como a madeira trazem uma sensação de atemporalidade. Com um toque retrô e moderno os elementos como peso, cores, materiais, artes e iluminação se fundem em um só ritmo, dando ao mesmo uma atmosfera diferenciada e uma bossa interessante.

O espaço que conta com obras de arte da artista Carolina Vasconcelos possui outros diferenciais ousados e inovadores como as bases das mesas feitas a partir do reaproveitamento de palletes, e ainda, peças de ferro locados inusitadamente. Detalhes como estes certamente farão com que os visitantes se reencontrem e rendam-se aos encantos do Restaurante Sur/Casa Cor por Bia Vasco.

 

 

EXTRA LANÇA COLEÇÃO OUTONO/INVERNO 2014

COLEÇÃO OUTONO-INVERNO

 A nova coleção do Extra chegou em todas as lojas do País, com o propósito de levar tendências de moda, qualidade e preço acessível aos clientes. A linha fashion feminina tem o grunge como grande influência e mistura peças da década de 1990 com o universo esportivo. A camisa xadrez, peças florais full print e a blusa esportiva em tecidos mais finos como o chiffon dividem espaço com os moletons, jeans rasgados as leggings e jeggings, que prometem ser os grandes hits da estação.

Blusa Chiffon Floral com Silk - R$39,90 e Shorts Black Jeans com spike - R$69,90 Blusa estampa caveira floral - R$35,90 e Calça xadrez vermelha - R$69,90

 Já a linha casual reflete uma mulher romântica e delicada. O tema “Liberty” traz o resgate da feminilidade dos anos 1950 com um toque boho e despojado, onde as estampas florais e as conversational prints amarram as formas já consagradas no armário da mulher brasileira, como as camisas atualizadas e calças color. O preto, vermelho, azul e uma nova gama de rosas são as apostas para a coleção feminina. No masculino da linha fashion, os manifestos e as principais influências do movimento punk e grunge são um dos destaques.

A rebeldia do movimento Punk e das bandas de rock no final dos anos 80 ressurge nesta coleção com atualizações de um universo místico que foi destaque nas passarelas do mundo todo. O vinho e o verde petróleo são os destaques da cartela de cores, enquanto novas texturas de malhas prometem inovar as tão conhecidas t-shirts. Na estamparia, bichos e flores também estão se consolidando no universo masculino, e o Extra também aposta esta novidade que promete agradar aos mais modernos.

Para o homem aventureiro da linha casual, o tema “Ártico” se sobressai e a principal influência é a exploração de novos territórios, desde florestas até o Ártico. Mapas e todos os objetos que fazem parte desta jornada são inspiração para a estamparia da coleção, que é pensada para o homem casual, junto a shapes que não saem de moda e jeans perfeitos para cada ocasião.  Com as linhas feminina, masculina, infantil, fitness e underwear, a coleção Outono-Inverno do Extra é uma ótima opção para quem deseja montar ou mesmo complementar o seu guarda-roupa com peças atuais, alinhadas com a moda e a preço justo.

Grazi Massafera é, pela 3ª coleção consecutiva, a representante da Moda do Extra, na nova coleção Outono/Inverno 2014, que já está em todas as lojas Extra Hiper do Brasil. A atriz estreiou no dia 5 de março um novo filme para a rede na TV aberta e fechada, mostrando toda a ginga brasileira que a bela tem ao som de batucadas mixadas com rock.

 

 

ARQUITETA INÊS AMORIM INSPIRA AMBIENTE FRANCÊS NA CASA COR ALAGOAS

“Cozinha do Casal Francês” é a inspiração de Inês Amorim na Casa Cor Alagoas

Um espaço funcional e contemporâneo foi o ambiente idealizado pela arquiteta Inês Amorim, que traz a “Cozinha do Casal Francês” para a primeira Casa Cor Alagoas. Com o intuito de atender as necessidades culturais diferenciadas, a cozinha foi projetada visando praticidade e inserção tecnológica como facilitadora.

Cozinha_Inês Amorim3 Inês Amorim_

O cinema francês foi a inspiração para a concepção desse espaço. A paleta de cores desenvolvida em tons de vermelho, remetem ao filme O Fabuloso Destino de Amelie Poulain de Jean-Pierre Jeunet e à estética vintage na cenografia. Como também o filme de Jacques Tati, Mon Oncle, um retrato bem-humorado do modernismo cinquentista. Com o repertório de cores e estilos que povoa o imaginário de uma cinéfila, surgiu esta cozinha funcional contemporânea.

Ao considerar o apreço pela gastronomia de todo francês, o balcão foi disposto em forma de ilha, com um fogão cooktop, criando uma integração com a copa.  Para acolher a família, uma mesa para quatro pessoas e bancada funcional, com gaveteiros e prateleiras que acomodam os talheres, louças, taças, vinhos e cafeteira. Há ainda estantes que abrigam quadros dispostos de forma casual, junto aos livros de gastronomia e souvenirs de viagens, proporcionando ao espaço a personalidade do perfil multicultural e cosmopolita do casal europeu em questão. O destaque da composição da copa é a Natureza Morta de autoria de Agélio Novaes, feita a partir de descartáveis – cápsulas de sache de café.

São ícones referenciais de inspiração a geladeira antiga anos 50. A bancada fornecida pela Marmogran de silestone na cor vermelha, com design geométrico, balanços e proporções marcantes. A mesa vermelha do designer Jader Almeida e as cadeiras da Italiana Magis, ambas fornecidas pela Ponto&Linha.

Com intuito de neutralizar e equilibrar a composição da intensidade cromática foi escolhido o revestimento de porcelanato Brasília, da Portobello Shop, com textura similar ao concreto, contrastando com o cinza cobalto brilhante dos painéis e móveis da Evviva Bertolini. Paralelamente, a iluminação sutil e sensível da Lúmina, proporciona acabamento final e a luminária de pé Tolomeu, debruçada sobre a mesa, garante ao ambiente o aconchego.

Através do planejamento Evviva Bertolini, a área de Serviço fica disfarçada por trás de um armário de portas corrediças, assim como os equipamentos de gelágua e painéis com os fornos. Os objetos utilitários e eletrodomésticos foram fornecidos pela Casa Vieira.

 

PSICOLOGA ORIENTA SOBRE COMPORTAMENTO COM FILHOS

Tocar em assuntos delicados faz parte do crescimento dos pequenos, e pais precisar se posicionar corretamente

 Da boca de uma criança saem aproximadamente 300 perguntas por dia. Algumas são relacionadas a vontades momentâneas, bastando um “sim” ou “não” para dar fim ao questionamento, enquanto outras caracterizam dúvidas cotidianas. Entretanto, uma série de interrogações exige resposta bem pensada, pois aborda assuntos delicados que se não explicados corretamente, podem influenciar o pequeno a ideologias extremas.

Homossexualidade, religião e sexo são temas recorrentes e que causam grande desconforto aos pais e demais familiares. Mas, como responder? A psicóloga Luzimari Dantas, do Hapvida Saúde, orienta a limitar-se a responder o que foi perguntado. E deixar que eles surjam com a indagação. “Não precisa elaborar uma historinha sem pé nem cabeça para justificar algo. Basta responder com naturalidade, falando sempre a verdade. A criança se contenta e o pai ou a mãe, que são as figura de referência, não vão precisar mentir”, recomenda ela.

Assim fez a professora universitária Alessandra Marques Luz com seu filho Leandro, hoje com 17 anos. “Respondia da forma mais didática possível. Quando ele perguntou porque o cocô saia do bumbum, primeiro expliquei que era normal em todas as pessoas e em todos os bichinhos, e que aquilo acontecia porque quando a gente come, o corpo fica com as vitaminas que precisa e joga fora o que não quer mais, e a forma encontrada para eliminar isso é pelo cocô”, descreve, lembrando que achava a situação divertida. “Muitas vezes, minha primeira reação era sorrir. Só depois conseguia responder”, conta.

Alessandra e seu filho Leandro, reação fortalecida pela confiança

Construa uma relação sólida sem ultrapassar os direitos dos filhos

“O que é gay?”. “Porque existem pessoas em cores diferentes?”. “O que é sexo?”. “Deus existe?” são alguns dos questionamentos mais comuns proferidos, na grande maioria das vezes sem qualquer malícia, na pura inocência. E elas surgem próximo do quinto ano de vida, quando a percepção passa a ser maior e a compreensão não acompanha. “Fugir da resposta também não é alternativa. Quando os pais dão atenção e importância aos questionamentos, conquistam uma relação saudável com o filho, de abertura, de confiança, que pode ser benéfica no futuro”, orienta Luzimari, lembrando que os filhos devem enxergá-los como melhores amigos.

“Leandro nunca foi de grandes questões. Não sei se por falta de curiosidade ou por eu e o pai sempre tentarmos responder de forma tranquila”, diz a professora, que comemora a forte relação construída com o filho. “Para alguns assuntos temos muita abertura. Vida profissional, futuro, drogas… Sexo nem tanto, ele recorre mais ao pai ou ao padrasto, embora seja eu quem compro as camisinhas e de ter me oferecido pra levar sua namorada ao ginecologista, após saber que a vida sexual deles havia iniciado. Ele gostou da iniciativa e isso trouxe ainda mais de abertura entre nós”, afirma.

Alessandra opina ainda que acha indispensável respeitar o espaço do filho. “Conversamos, mas ele guarda muito para ele. Considero isso bom. Posso estar enganada, mas sempre acreditei que algumas coisas a gente só conversa consigo mesmo”, encerra.

Atenção ao conteúdo acessado

A mídia é uma grande incitadora de questões sociais que são encaradas como problema e, quando se transformam em perguntas, deixam os pais em situações embaraçosas. Recentemente, o beijo gay na novela causou barulho; as manifestações de adolescentes em shoppings centers, chamadas ‘rolezinhos’, foi assunto por semanas em todos os meios de comunicação. É difícil, porém, possível controlar o acesso aos conteúdos inadequados à idade. Se as emissoras não o fazem, o responsável, como autoridade máxima em casa, deve fazê-lo, vigiando a programação da TV e os cliques no computador.

A dica da psicóloga do Hapvida é prática: esclarecer, sem passar juízo de valor. “É preciso tentar resolver, inicialmente, a situação dentro de si. Se o pai encara com preconceito, numa ideia pré-concebida, a criança também vai encarar dessa maneira. Explique sem tomar partido. Deixe que o filho entenda o porquê mais adiante, mas com suas próprias opiniões”, continua. “Brigar não adianta. Jamais force o outro a aceitar sua opinião”, completa ela.

“Um problema só será grande para a criança, se os pais fizerem dele um grande problema”, defende Luzimari, que finaliza sugerindo calma e descontração no momento. “Não há com o que se preocupar. Melhor que eles perguntem em casa do que na rua, a desconhecidos.

DOENÇA CELÍACA É ALGO MUITO SÉRIO

21 de março de 2014

 Brasileiros com doença celíaca ultrapassam 2 milhões, mas grande maioria desconhece diagnóstico

Doença é caracterizada por mal estar ao consumo de produtos com Glúten, proteína presente em trigo, aveia e cevada

Sem pão na mesa. Uma cervejinha na praia? Jamais! Aquele achocolatado antes de ir para a escola pode ser perigoso. E os xampus e sabonetes provocando dores de barriga, quem já ouviu falar? Para a maioria das pessoas essas ações parecem incabíveis, mas não para os celíacos – pessoas geneticamente predispostas com intolerância permanente ao Glúten, substância presente em boa parte dos produtos que consumimos no dia a dia.

A estudante Ana Carolina Guimarães, de 17 anos, convive com esta limitação desde o primeiro ano de vida, quando seus pais observaram a primeira reação. “O diagnóstico inicial foi lactose, mas minha mãe queria certificar e procurou outros profissionais, que atestaram ser doença celíaca”, explica. A dieta teve de ser adaptada. Cortaram todo e qualquer alimento que possuísse a proteína, a exemplo do trigo, centeio, aveia e cevada. Ana comenta que não passa fome nem sente falta de saborear certos alimentos, afinal, algumas marcas substituem o Glúten por outros produtos.

2012713_10359

“É preciso apenas cuidado na hora de fazer compras. Procuro sempre a informação sobre o Glúten no rótulo, é importante, pois a maior prejudicada na compra de um produto errado sou eu”, conta. A estudante não fala apenas de alimentos. Existem xampus, sabonetes e maquiagens com adição de Glúten na composição e também podem agredir o organismo do celíaco. “Há alguns anos, eu e minha família nos mudamos e no terreno ao lado tinha um moinho, que todo fim de semana entrava em atividade. Só em respirar o trigo moído eu passava mal. Nós já temos dificuldade em ganhar peso, e essa experiência apenas reforçou a condição, até que fui considerada com anemia e tivemos de trocar de casa outra vez”, ela lembra.

No Brasil, de acordo com o Conselho Nacional de Saúde, a doença celíaca afeta em torno de 2 milhões de pessoas, mas grande parte delas sequer sabe a existência de uma patologia relacionada ao Glúten. Ainda segundo a fonte do Governo Federal, a cada 400 brasileiros um é celíaco, e apenas um em cada oito portadores possui diagnóstico. A predominância é de 3:1 em mulheres, com predisposição genética.

Gastroenterologista do Hapvida Saúde, Karine Caldas explica que a doença celíaca tem o intestino delgado como campo, dificultando o organismo de absorver nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água. “O diagnóstico é obtido através de exame de sangue e endoscopia com biópsia do intestino delgado. A biópsia de controle não deve ser feita antes de 2 anos. O processo de regeneração da mucosa é lento e pode levar até 3 anos para haver recuperação total”, descreve ela.  “A dieta é o único tratamento eficaz até o momento. As melhoras na qualidade de vida começam a aparecer após alguns dias, a contar do início da dieta. O intestino delgado normalmente leva algum tempo para estar completamente recuperado, mas a alimentação regrada deve ser seguida por toda a vida, para garantir a plena saúde do paciente”, orienta a médica. Para os não-celíacos, ingerir alimentos sem Glúten não fazem qualquer mal. A recíproca não acontece. Karine alerta para a observação atenta aos rótulos de produtos industrializados. “Existe uma Lei Federal (nº 10.674/2003) que determina a obrigatoriedade de constar nas embalagens as inscrições ‘Contém Glúten’ ou ‘Não contém Glúten’, conforme o caso, visando garantir o direito à saúde do cidadão celíaco”, completa.

 

ENCONTRO DA ABRASEL FOI SUCESSO TOTAL

A abertura oficial do 19 Encontro Regional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, realizada na noite da última quarta-feira,18, no Hotel Radisson em Maceió, foi o ponto de partida para o início de um dos eventos mais aguardados por todos que fazem a Abrasel/AL.

DSC_0260 DSC_0264

 

Presidente da Abrasel/ Alagoas Eutímio Brandão abrindo o evento

Autoridades locais e representantes das seccionais de vários Estados brasileiros e associados estiveram presente no evento.. Na ocasião, o presidente da Abrasel/AL Eutímio Brandão Junior fez o discurso inicial, dando as boas-vindas a todos e chamando a atenção para o desenvolvimento e fortalecimento do Setor de Alimentação Fora do Lar em Alagoas, além, também, externou a satisfação de receber o Encontro da Abrasel em 2014. “Foi um grande desafio para mim e todos da Abrasel/AL poder concretizar a idéia de realizar esse evento aqui em nossa cidade. Estamos aqui, para fazer realizar esse encontro que tem como um dos grandes objetivos apresentar as novidades do setor, atualizar nossos conhecimentos e, claro, divulgar Maceió enquanto imperdível destino turístico e gastronômico”, conta Brandão Junior.

O presidente executivo da Abrasel Nacional, Paulo Solmucci, também falou ao público presente e num gesto de respeito e homenagem a Guilherme Brandão, assassinado em fevereiro desse ano, pediu um minuto de silêncio aos presentes. Guilherme era associado da entidade e irmão do presidente da seccional Alagoas.
Outro momento que mereceu destaque na noite da abertura do Encontro foi a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica que visa promover ações conjuntas entre a Abrasel e o SESI, lá representado pelo presidente do Conselho Nacional Jair Menegueli.
A rodada de discursos da noite foi finalizada pela secretária de Turismo do Estado de Alagoas, Daniele Novis, que enalteceu     o cenário que o turismo alagoano vem ocupando. “Posso dizer com muito orgulho que, hoje, Alagoas já ocupa lugar de destaque no cenário nacional do Turismo brasileiro”, revelou a secretária.
Para encerrar a noite de abertura, um coquetel foi oferecido aos participantes do evento no jardim a beira mar do Hotel Jatiúca, um dos mais tradicionais de Maceió.

EXPOSIÇÃO DE CARROS ANTIGOS NO PARQUE SHOPPING MACEIÓ

 Boa oportunidade para o sexo masculino conhecer marcas de carro que marcaram uma época.

Carros, carrinhos e “carrões” vão tomar conta do Parque Shopping no próximo sábado (22), quando será realizado o 2º Grande Encontro de Colecionadores de Carros Antigos, Tunados e Miniaturas. Durante todo o dia, das 10h às 22h, cerca de 40 modelos de automóveis de colecionadores alagoanos ocuparão o estacionamento da entrada C do shopping, enquanto outros dez modelos raros e premiados, como um Mercury ano 1939, único no Brasil, e um Opala Diplomata ano 1988, campeão alagoano, sergipano e pernambucano de carros tunados, seguem em exposição em diversos pontos dos pisos L1 e L2 do mall.

16461119032014_SAM_3932Large

 

16452619032014_427136_837670641

Também no piso L2, centenas de miniaturas, apresentadas por cerca de 20 colecionadores, estarão expostas na praça em frente à loja Ri Happy. “Além de apresentar ao público modelos curiosos, o evento será também uma oportunidade de contato entre colecionadores e apaixonados por carros, que poderão realizar trocas entre si e até adquirir algumas das miniaturas”, diz Jefferson Pessoa, gerente da Ri Happy e organizador do encontro.

BRENO GAMA E FELIPE CILLI DE SÃO PAULO COM RESERVA ESPECIAL DE JANTAR NO MARIA ANTONIETA

Com um cardápio exclusivo ás 4 mãos dos Chef Breno Gama e Felipe Cilli, O Maria Antonieta recebe clientes  na quinta feira dia 27 com reservas marcada.

Um dos apresentadores do programa Mulheres, da TV Gazeta de São Paulo, Felipe Cilli já esteve à frente da cozinha de restaurantes como o Pepe Nero e Piano Piano e, junto com Breno Gama, faz parte da FIC (Federação Italiana de Chefs). “Felipe é um amigo de longa data e está sendo um enorme prazer contar com a presença dele em Maceió”, diz Breno. Na próxima quinta-feira (27), os dois chefs comandarão também um jantar a quatro mãos no restaurante Maria Antonieta, com cardápio fechado. Mais informações e reservas para o jantar podem ser feitas pelo tel.: 3202-8828.

CHEF FELIPE CILLI