COMÉDIA MUSICAL CHEGA A MACEIÓ

15 de abril de 2014

 “A história dos amantes” reúne Anderson di Rizzi, Hugo Bonemer e Daniel Rocha no elenco e marca estreia de Marcelo Serrado como diretor teatral

 Uma comédia sobre a visão masculina dos relacionamentos e do universo feminino, “A história dos amantes” sai em turnê nacional e chega a Maceió para duas sessões no Teatro Deodoro. A peça traz Anderson di Rizzi, Daniel Rocha e Hugo Bonemer interpretando três amigos de infância em seu reencontro num bar, para uma apresentação da banda integrada por eles. O trio rememora histórias, conta suas experiências pessoais e fala de passado e futuro.

No palco, os atores se revezam entre os personagens masculinos e femininos – transição marcada por adereços usados pelos atores que ajudam a compor a cena. As histórias, contadas com muita despretensão e humor, são costuradas por 9 músicas tocadas e cantadas ao vivo pelos atores. Com Daniel tocando violino, Hugo no violão e Anderson com o carron, o trio passa por um repertório que vai de Chitãozinho e Xororó a Beatles. “Evidências”, “A fórmula do amor”, “O nosso amor a gente inventa” e “Love me do”, estão no setlist.

07022014 - historia dos amantes-2 (1) 07022014 - historia dos amantes-2 (2)

O espetáculo, de dinamismo e constância, fez curta temporada no Teatro Popular Oscar Niemeyer, em Niterói, e segue em pré-estreias por outras oito cidades do Brasil (Lages, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Joinville, Brasília e Natal), incluindo Maceió. A temporada fixa no circuito Rio-São Paulo inicia em agosto. “O processo do texto foi muito rápido. Tenho duas principais referências gringas e a principal é grupo do inglês Monty Python. Me inspirei neles e em ‘2001 – Uma Odisséia no Espaço’. A peça é uma grande brincadeira, o verbo brincar é colocado em sua última potência. Nos divertimos muito”, explica Serrado.

“A história dos amantes” é uma comédia que pretende fazer um contraponto à visão feminina tão retratada nos programas de TV, nos palcos do teatro e nos cinemas, mostrando a visão do homem sobre os relacionamentos. Trata-se de um espetáculo que perpassa pelos medos, inseguranças e confissões do homem contemporâneo, abordando o tema de forma descontraída e irreverente.

História

A peça conta com duas participações especiais em formato de locução em off: Françoise Forton, que faz a mãe de um dos amigos, e José Wilker que logo no início do espetáculo contextualiza a história, que é introduzida na época da evolução da espécie humana, nos primórdios da humanidade, apresentando o homem falando do sexo oposto e que, desde os mais remotos tempos, já disputava as mulheres. A partir daí se desenrolam temas como amor, traição, cumplicidade, entre outros.

Um dos pontos altos, além do texto e das músicas, é a interação entre os atores e a plateia, e traz a proposta de revelar, com muito humor, a visão masculina sobre a estória da relação amorosa.

Conhecidos atualmente do grande público, principalmente dos mais jovens, Anderson, Daniel e Hugo fazem parte da nova geração de atores que vem ganhando cada vez mais espaço e visibilidade nas telas e nos palcos. Di Rizzi fez grande sucesso como o Carlito (Palhaço) na novela da Globo “Amor à Vida”, participou recentemente do remake de Gabriela escrito por Walcyr Carrasco e do filme O Concurso. Daniel Rocha também participou de “Amor à Vida” como o médico Rogério, além de ter se destacado como Roni na novela de maior sucesso dos últimos tempos, “Avenida Brasil”. Hugo, que atuou nos musicais Hair e Rock in Rio, está atualmente no ar em “Malhação”, e em cartaz no cinema com “Confissões de Adolescente”.

 

 

Deixe o seu comentário: