A BUSCA PELO FÍSICO IDEAL NO VERÃO

24 de janeiro de 2018

Especialista esclarece que a obsessão pela forma física perfeita pode causar danos ao corpo e a mente

 PSICÓLOGA-SARAH-LOPES-2-1

Com a explosão dos influenciadores digitais – que já ultrapassam as celebridades convencionais no quesito popularidade, a obsessão pelo corpo perfeito tem sido cada dia mais incessante. Com o crescimento do ambiente virtual, o chamado “projeto verão” e a imposição de padrões de beleza têm tornado o limite entre a estética e a saúde, em alguns momentos, contraditórios.

Segundo Sarah Lopes, psicóloga do Hapvida Saúde, a ditadura da beleza impõe comportamentos que vão além do equilíbrio da conquista do corpo ideal, podendo causar danos psicológicos. “A busca por um corpo saudável é algo bom, mas o corpo perfeito é muito relativo e inexistente. O corpo se modifica ao longo do tempo, juntamente com seu metabolismo e é onde mora o perigo. Essa busca pode se tornar uma obsessão, uma compulsão e o sujeito pode estressar o corpo e a mente com exercícios físicos exaustivos ou até mesmo com procedimentos estéticos em excesso”, explica a especialista.

A partir da influência causada pela nova realidade das webcelebridades nas redes sociais, surge a preocupação de se introduzir nos modelos impostos. “As redes sociais estão cheias de pessoas bonitas e saradas, que ganham fama e prestígio. Mas é preciso entender também que as redes sociais estão aí para socializar, nos mostrar também ideias diferentes, não deveria ser uma produção em massa de pessoas iguais. Saber que o seu corpo escultural não é tudo que você tem a oferecer é muito importante”, salienta.

A busca pelo físico perfeito, muitas vezes, acontece de maneira errada, especialmente quando o indivíduo se sente mais exigido tanto emocionalmente como fisicamente. “Ser fitness, de acordo com a sua definição, é estar em boa forma física, porém, isso não significa estar saudável. O ritmo de vida deve ser levado em consideração no momento em que você resolve ser ‘fitness’”, comenta Sarah.

“Ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas são importantes para qualquer pessoa. É importante entender que colocar sua saúde mental e física em risco para atender padrões de beleza não deve ser uma alternativa válida”, conclui a psicóloga.

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário: